Como Calcular a Taxa de Esforço

Escrito por Conselhos do Consultor

24.11.20

}
4 min de leitura

Se pretende adquirir um ou mais créditos, é fundamental que perceba o peso que essas prestações vão ter no seu orçamento. Por isso, aprenda a calcular a sua taxa de esforço!

Calcular a Taxa de Esforço deve ser o primeiro passo a dar para quem pretende adquirir um novo crédito, especialmente créditos com prestações mais elevadas, como é o caso do Crédito Habitação. Para além de ser “obrigatório” para avaliar a sua situação financeira, saiba que esse cálculo também é feito pelas instituições bancárias antes de decidirem se aprovam ou não o crédito.

O que é a Taxa de Esforço?

De forma geral, a taxa de esforço resulta da relação das despesas mensais e do rendimento mensal líquido. Ou seja, a taxa de esforço resultada do seguinte cálculo:

 

(Total de Encargos Mensais / Rendimento Mensal Líquido) x 100 = Taxa de Esforço (em percentagem)

 

Nesta fórmula consideramos todos os encargos mensais (encargos bancários + despesas domésticas). Contudo, pode apenas calcular a taxa de esforço aplicada aos encargos bancários (valores dos créditos) e perceber a parcela que ocupam no seu rendimento.

Assista ao 6º Episódio dos 3 Consultores onde explicamos melhor as diferentes Taxas de Esforço, incluindo a DSTI ( Debt Service-to-Income) que é utilizada na avaliação de solvabilidade dos clientes para a concessão de crédito.

Porque é que a Taxa de Esforço é importante?

A primeira razão é pessoal ou familiar. Ou seja, é importante porque lhe permite analisar todas as suas despesas e o peso que ocupam no seu orçamento pessoal ou familiar. Mesmo que não pretenda adquirir um crédito, é sempre um bom exercício para avaliar a saúde da sua situação financeira. Contudo, se vai adquirir um crédito como o Crédito Habitação, então é fundamental que o faça. Deve perceber qual é a sua margem financeira para comprar uma casa e adquirir um crédito. O nosso conselho é que calcule a taxa ainda antes de começar a procurar casa para conseguir fazer uma pesquisa compatível com o seu orçamento.

A segunda razão está ligada às instituições financeiras, no caso de pretender adquirir um crédito. Os bancos estão cada vez mais criteriosos e, antes de aceitarem, vão também calcular a sua taxa de esforço para perceber se o novo encargo financeiro não será demasiado elevado para si. Portanto, mesmo que não queira calcular a sua taxa de esforço, o banco fará isso por si e pode decidir não aprovar o crédito. Tenha isso em mente!

_
Leia também: Como Calcular a Antiga e a Nova Taxa de Esforço

Quer adquirir um Crédito Habitação? Use a nossa Calculadora!

Para o ajudar a calcular a sua taxa de esforço para adquirir um Crédito Habitação, disponibilizamos gratuitamente a nossa Calculadora da Taxa de Esforço:
Calculadora Taxa de Esforço
A calculadora é muito simples de preencher. Precisa dos seguintes dados:

  • Valores dos Créditos (Habitação, Automóvel, Pessoal, etc);
  • Despesas Mensais (Água, Gás, Educação, etc);
  • Rendimento Líquido;
  • Rendimento do 2º Elemento do Agregado Familiar (se aplicável).

Exemplo Prático

A Sílvia e o Rui são um casal que têm 851€ de despesas mensais (inclui o Crédito Automóvel que adquiriram + todas as despesas domésticas fixas). Juntos têm um rendimento mensal líquido de 2115€ e querem agora comprar uma casa e precisam de saber o máximo que podem assumir da prestação mensal. Após preencherem a nossa calculadora, detalhando o valor de cada despesa, perceberam que podem ter uma prestação de 440€ mensais (no modelo de taxa de esforço tradicional) e 207€ mensais (de acordo com a taxa de esforço do Banco de Portugal). 

Para além disso, ainda conseguem perceber o peso que cada despesa tem no orçamento familiar, o que pode ser um bom indicador para possíveis “cortes” necessários.

Ficou com dúvidas? Então assista ao nosso vídeo onde explicamos detalhadamente como deve preencher os campos da calculadora e interpretar os resultados:

Taxa de Esforço – Já sabe como deve calcular?

Antes de avançar para a compra de uma casa e adquirir novos créditos, utilize a nossa calculadora e perceba o impacto real que essa prestação vai ter no seu orçamento mensal e até onde pode ir.

Caso a sua taxa de esforço seja muito alta, isso significa que há um risco de incumprimento das prestações mensais. Neste caso, o pedido de crédito pode ser negado.

Para além disso, lembre-se de que tem que contar com todas as outras despesas mensais fixas e eventuais imprevistos como, por exemplo, ficar desemprego ou ver o seu rendimento ser reduzido. Por isso, seja para adquirir um crédito ou fazer qualquer outro investimento, perceba primeiro se tem margem financeira para isso.

_
Veja também: Tudo sobre Crédito Habitação (em vídeo)

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *