Tabelas de Retenção na Fonte para 2021

Escrito por Conselhos do Consultor

03.12.20

}
3 min de leitura

Já são conhecidas as Tabelas de Retenção na Fonte para o próximo ano 2021. Conheça o que vai mudar relativamente a 2020.

O Governo publico hoje, 3 de Dezembro, em Diário da República as novas tabelas de retenção na fonte de IRS para 2021. De forma resumida, existe um aumento de 659 euros para 686 euros no valor dos salários e pensões a partir do qual se começa a descontar IRS (ou seja, mais 27 euros). Há também uma descida das taxas aplicáveis aos vários escalões de rendimento de trabalho dependente. Nos salários mais comuns, há um aumento do rendimento disponível que vai desde os 69 cêntimos aos 7 euros mensais. Pode consultar as novas tabelas aqui.
De acordo com o comunicado do Governo, as novas tabelas visam “aumentar a liquidez das famílias, sobretudo as de classe média e aquelas cujo rendimento foi afetado em consequência da crise pandémica“. 
O Ministério das Finanças publicou algumas simulações que refletem o impacto das novas taxas para diferentes agregados e rendimentos. Deixamos a seguir alguns exemplos dessas simulações:

SIMULAÇÃO 1: SOLTEIRO

Um solteiro, sem dependentes e com um salário de 685 euros via retido, em 2020, 0,1% do seu rendimento todos os meses, ou seja, 0,69 euros. Em 2021, passará então a ficar isento de retenção na fonte.
Simulador Retenção na Fonte 2021
Um solteiro, com um dependente, e um salário de 1.100 euros mensais terá um “ganho” mensal de 2,20 euros em 2021 (30,8 euros no conjunto do ano). Ou seja, a taxa de retenção passará de 11% para 10,8%.
Simulador Retenção na Fonte 2021
 

SIMULAÇÃO 2 – CASADO, UM TITULAR

Para um contribuinte casado (um titular), sem dependentes e com um salário de 700 euros, a taxa de retenção vai passar para os 2.3%. Ou seja, haverá um “ganho” de 0,7 euros no final do mês (9,8 euros no ano).
Simulador Retenção na Fonte 2021
Se um contribuinte casado (um titular) tiver um dependente e um salário de 1.225 euros, o “ganho” esperado é de 1,23 euros por mês e 17,15 euros por ano. Isto porque a taxa de IRS a aplicar todos os meses baixará de 7% para 6,9%.
Simulador Retenção na Fonte 2021
 

SIMULAÇÃO 3 – CASADO, DOIS TITULARES

Um casado (dois titulares), sem dependentes, e com um salário de 900 euros terá uma taxa de retenção de 10,2% em 2021 (em 2020 era de 10,4%). Ou seja, mais 1,8 euros todos os meses e 25,2 euros no ano.
Simulador Retenção na Fonte 2021
Os contribuintes casados (dois titulares), com um dependente, e um salário de 1.750 euros terão uma diferença mais significativa. Em 2021, a taxa de retenção na fonte passará de 19,9% para 19,5%, o que representa mais sete euros disponíveis todos os meses.
Simulador Retenção na Fonte 2021
Pode consultar todas as simulações aqui
As novas taxas vão permitir um ligeiro aumento do rendimento mensal disponível contudo, isso também significa que, em 2022, haverá um reembolso mais baixo.
Não se esqueça de consultar o Despacho n.º 11886-A/2020 do Diário da República com as novas Tabelas de Retenção na Fonte de IRS para 2021 para conhecer a taxa aplicada ao seu caso.
_
Leia também: Novo IVA na Eletricidade – Dúvidas e Respostas

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *