7 Dicas para poupar dinheiro nos Seguros

Escrito por Conselhos do Consultor

09.03.21

}
4 min de leitura

Os seguros representam uma despesa muito significativa no orçamento familiar, especialmente para quem tem vários seguros. Contudo, há algumas dicas que o podem ajudar a reduzir essa despesa.

Quem tem um ou mais seguros sabe que essa despesa é representativa no orçamento familiar. Apesar dos benefícios associados aos seguros, muitas vezes os clientes acabam por pagar mais por falta de conhecimento e alguma reticência em mudar. Contudo, é muito frequente que, no meio de tantos seguros, existam aspetos como as coberturas que estejam desajustadas às reais necessidades dos clientes. Ou seja, estão a pagar a mais pelo que não precisam.
Neste artigo vamos ajudá-lo a perceber como pode poupar algum dinheiro aplicando algumas dicas simples.

1. Defina as suas necessidades

Deve avaliar o que pretende em termos de coberturas e depois contratar de acordo com as necessidades identificadas. Imaginemos o seguro de vida associado ao crédito habitação: se o seu objetivo é apenas garantir que a casa fique paga numa situação de morte ou invalidez, então optar pela atualização do prémio ao capital em dívida pode ser mais vantajoso. Isto porque o prémio do seguro vai descendo à medida que vai pagando o empréstimo.
O mesmo acontece com o seguro de saúde. Se já não vai ter mais filhos, fará sentido ter essa cobertura? Por isso, reserve algum tempo para analisar detalhadamente cada seguro.
Tenha em atenção que esta dica não é só para quem ainda vai aderir a um seguro. Saiba que pode alterar o seguro (ou até mudar de seguradora) e reajustar as coberturas conforme as suas necessidades.
_
Leia também: 7 Dicas a ter em conta antes de escolher um Seguro de Saúde

2. Tem Cartão de Crédito? Confirme se tem algum seguro associado

A maioria dos cartões de crédito tem benefícios associados à sua utilização, entre os quais a possibilidade de ficar coberto por um seguro de viagem caso pague a sua viagem com o cartão de crédito ou faça uma compra online. Ou seja, caso seja burlado, o seguro devolve-lhe a totalidade ou pelo menos parte do dinheiro. Contudo, deve ter atenção às coberturas e verificar se são suficientes para si. Ou seja, não olhe só aos descontos.

3. Recorra a mediadores

A linguagem dos seguros é complexa e com a complexidade vem a confusão e o dinheiro mal empregue. Por isso, procurar um mediador também lhe pode permitir poupar (e muito). Primeiro porque são especialistas e sabem aconselhar, indicar as coberturas necessárias para o seu caso e esclarecer qualquer dúvida. Depois porque, frequentemente, conseguem preços mais competitivos.
A ajuda especializada é sempre uma boa dica para poupar pois contará com um aconselhamento dedicado, não só no momento de adesão, mas também durante a duração do seguro.
_
Assista: A importância dos Mediadores de Seguros nos tempos que se avizinham

4. Atenção à duplicação

Analise todos os seguros que tem: saúde, vida, automóvel, etc. Sabe quais são as coberturas? Sabia que pode ter coberturas duplicadas? É habitual isto acontecer em diferentes seguros. Para além disso, é comum que, com o passar do tempo, deixe de fazer sentido ter algumas coberturas que aumentam o preço do seguro.
Reserve algum tempo para analisar detalhadamente cada seguro.

5. Pondere a consolidação

Muitas seguradoras oferecem descontos caso compre um “pacote de produtos”. Assim, ter o seguro de vida, carro, saúde ou casa contratados na mesma seguradora pode ficar bem mais barato do que ter os seguros em várias companhias. Ou seja, analise bem esta situação e veja se, ao ter todos os seus seguros na mesma companhia, é mais compensatório.

6. Aproveite as campanhas

Aproveite as campanhas de desconto de algumas seguradoras. Por vezes, a poupança é bastante significativa. Procure então saber se tem descontos por ser sócio de algum clube ou ter algum cartão de descontos. Pode ainda verificar se existe alguma parceria em algum protocolo da sua empresa com seguradoras que lhe permitirá reduzir o custo dos seus seguros.

7. Avalie se compensa transferir ou mudar o seguro

Se pensa que é obrigado a manter o seguro de vida no mesmo banco onde tem o Crédito Habitação, desengane-se. Pode sim transferir o seguro de vida para outra instituição e poupar muito dinheiro com isso.
Nos restantes seguros, não se esqueça que, se houver melhor oferta no mercado, pode e deve procurar mudar de seguradora. São muitos os clientes que se acomodam ao mesmo seguro e companhia durantes anos, sem sequer tentarem pesquisar se existem melhores ofertas.
_
Leia também: IRS e Seguros – Quais são os que podem ser deduzidos?

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *