7 Dicas para vender a sua casa mais rápido

Escrito por Conselhos do Consultor

16.03.21

}
9 min de leitura
Vender a casa

Colocou uma casa à venda e está a ter algumas dificuldades em vendê-la? Conheça 7 dicas que o vão ajudar a conseguir agilizar a venda.

Um dos objetivos para quem coloca uma casa à venda, é conseguir vendê-la em pouco tempo. Contudo, é relativamente comum que os vendedores falhem em alguns detalhes, o que acaba por prolongar todo este processo de venda. E não, não tem que ir a correr baixar o preço para a conseguir vender já. Há um conjunto de estratégias que deve seguir para valorizar o imóvel e aumentar a sua visibilidade, atraindo assim mais interessados. Conheça as nossas 7 dicas que o vão ajudar.

1) Home Staging

Home Staging é considerado uma das mais importantes ferramentas de marketing imobiliário. E em que consiste esta ferramenta? Em tudo o que pode fazer para tornar a casa mais apresentável e atrativa aos olhos do possível comprador. E não, não se trata apenas da limpeza. Siga estas dicas:

  • Arranje tudo o que estiver visivelmente danificado: portas, móveis, torneiras, paredes, etc.
  • Avalie a necessidade de pintar as paredes. Se o fizer, então escolha uma cor neutra;
  • Ilumine bem os diferentes cómodos. Abra os estores ou portas e deixe a luz natural entrar. Se a visita for numa hora tardia, então use e abuse das luzes interiores;
  • Areje a casa horas antes: abra as janelas e deixe o ar puro entrar. Se necessário, pode usar um ambientador suave para perfumar a casa. Mas cuidado, não escolha um cheiro muito intenso pois pode ter o efeito inverso;
  • Deixe tudo arrumado e organizado. Não passe a ideia de que não tem espaço para guardar as suas coisas e evite deixar tudo exposto e desorganizado;
  • Faça uma limpeza a fundo. Se necessário, contrate uma empresa para o ajudar pois há sempre partes da casa mais complicadas de limpar que vão acumulando sujidade que só sai com produtos e materiais profissionais;
  • Simplifique a decoração. Lembre-se, menos é mais. Se tiver muitos elementos decorativos, pode passar a ideia de que a casa está muito cheia. Ou seja, guarde algumas peças de decoração e liberte espaço.
  • Cuide das plantas. Se tem plantas, certifique-se de que estão bem cuidadas. Ter plantas na casa é sempre um elemento atrativo, mas para isso é necessário que estejam bem cuidadas. Isso inclui a relva na parte exterior;
  • Se necessário, faça pequenas remodelações. Por vezes é mesmo necessário investir um pouco para valorizar mais a casa. Mas não exagere no investimento pois pode acabar por não ter o retorno de grandes obras. Aposte em modernizar pequenas coisas como as escadas, azulejos, as cortinas dos cómodos, trocar as tomadas ou os puxadores das portas;
  • Atenção aos animais de estimação: se tem animais, certifique-se então de que no dia da visita não deixa vestígios da sujidade e que guarda os acessórios (cama, brinquedos, comedouro).

Lembre-se que, se o possível comprador ficar mal impressionado, dificilmente terá outra oportunidade. Tente colocar-se na posição do comprador e pense como gostaria de encontrar a casa onde irá viver. Não desvalorize as pequenas coisas pois há pessoas muito atentas aos pequenos detalhes.
_
Assista também: Dicas para valorizar um imóvel antes de vender

2) Defina um Preço Adequado

As estatísticas dizem que as casas que se vendem mais rápido são as que tem o preço adequado desde o primeiro dia. Assim, o preço deve ser definido com base na oferta concorrente e nas movimentações do mercado, a procura, a localização e o estado da casa.
Mas lembre-se que preço justo não significa um valor baixo. Ao colocar um valor muito baixo, pode passar a impressão que o imóvel tem algum problema associado. Por outro lado, se colocar um valor muito alto, a probabilidade é que afaste possíveis interessados.
Encontrar um preço adequado não é uma tarefa fácil. Por isso, pondere solicitar a ajuda das agências imobiliárias. Muitas disponibilizam até avaliações gratuitas.

3) Despersonalizar a Casa

Quando um possível comprador visita a casa, é esperado que se comece a imaginar a viver nela. Contudo, essa tarefa é complicada caso ainda tenha lá muitos elementos pessoais. Esses elementos normalmente são objetos como fotografias suas e da sua família, quadros personalizados, objetos de decoração com o nome, coleções pessoais, íman com recados ou fotografias no frigorífico, postais de viagens, entre outros. Ou seja, são todos os elementos que destacam a sua vida e da sua família.
Por isso, a nossa sugestão é que guarde esses objetos numa caixa. Para além de despersonalizar a casa, ainda está a otimizar o espaço e a tornar a decoração mais leve e simples, permitindo que o possível comprador se imagine a decorar e a personalizar a casa ao seu gosto.
_
Leia também: Vender a casa – Sabe calcular as mais-valias?

4) Atenção especial à Cozinha

Para um possível comprador, todos os cómodos da casa são importantes. Contudo, o estado da cozinha ocupa um lugar de destaque na decisão do comprador. Se tiver a cozinha bem conservada, limpa e com bons eletrodomésticos, isso vai ajudá-lo e muito a agilizar a venda. Se parar para analisar, percebe que um quarto, por exemplo, é um cómodo mais fácil de conservar e valorizar, basta que tenha alguns cuidados com a decoração e organização. Contudo, a cozinha exige muito mais atenção. É perfeitamente normal que, com o uso da cozinha, algumas coisas se vão deteriorando.
Por isso, deixamos-lhe alguns conselhos:

  • Verifique se os eletrodomésticos não estão partidos ou com sinais de ferrugem;
  • Garanta uma limpeza reforçada pois é perfeitamente normal que se acumulem restos de gordura no fogão, exaustor ou na bancada;
  • Confirme se as paredes não têm sinais de humidade que precisem de arranjo;
  • Não deixe loiça exposta nos dias da visita. Deixe as bancadas livres e organizadas;
  • Altere a disposição da mesa para ganhar mais espaço. Se a cozinhar for pequena e a mesa estiver a ocupar muito espaço, então encoste-a, feche-a ou então troque por outra. O comprador deve sentir que a cozinha é espaçosa;
  • Se tiver algum dinheiro disponível para aplicar, então altere o que for necessário: troque os eletrodomésticos mais danificados e faça pequenos arranjos necessários;
  • Certifique-se de que o cheiro da cozinha é agradável.

_
Leia também: Obras em casa com IVA reduzido

5) Cuide da Montra Digital

Hoje em dia há inúmeras plataformas onde pode colocar o seu imóvel à venda. Paralelamente, deve usar as redes sociais para o ajudar na divulgação. Mas antes disso, deve garantir que tem boas fotografias do imóvel e uma descrição atrativa.
Nas descrição do imóvel deve falar de todos os pontos positivos: número de frentes, localização, orientação solar, proximidade de serviços, transportes públicos, escolas, facilidade do estacionamento, entre outros. Destaque tudo o que for positivo.
Depois, não se esqueça de garantir fotografias que valorizem o imóvel. Tenha especial atenção à iluminação. Fotografias escuras são péssimas para atrair compradores. Se necessário, edite as fotografias antes de colocar online. Caso conheça algum fotógrafo profissional, não hesite em pedir ajuda. Nas agências imobiliárias, por exemplo, são usadas muitas técnicas de fotografia para valorizar a casa.

6) Reúna toda a documentação necessária

Pode parecer uma dica básica mas a verdade é que, se tiver todos os documentos necessários para a venda, todo o processo é agilizado. Alguns dos documentos indispensáveis são: Certidão Permanente de Registo Predial, Caderneta Predial, Escritura, Planta do Imóvel, Certificado Energético, Alvará de Licença de Utilização, Documento de Identificação (Cartão de Cidadão). Se o imóvel for propriedade de uma empresa, podem ser necessários outros documentos como a Certidão de Registo Comercial.
Tenha em atenção que alguns documentos, como o Certificado Energético, não ficam disponíveis no momento. Por isso, vá agilizando este processo e reunindo todos os documentos.
_
Leia também: Vender ou Alugar a Casa – Não se esqueça do Certificado Energético

7) Venda através de um Profissional

Uma boa forma de acelerar o processo de venda da casa é contratar uma boa agência imobiliária ou um bom agente imobiliário. As vantagens de contar com esta ajuda são muitas: definição de um preço justo, maior visibilidade para o imóvel, experiência neste tipo de vendas e em toda a burocracia associada, maior poder de negociação e realização das visitas. Para além disso, algumas agências até já disponibilizam serviço de decoração. Na verdade esta ajuda profissional, não só agiliza a venda e valoriza o imóvel, como também lhe poupa algum tempo.

Vender a Casa – Não se esqueça que os pequenos detalhes fazem toda a diferença!

Antes de colocar o seu imóvel à venda, coloque-se no lugar de comprador. O que gostava de encontrar na casa que ia visitar? O que valoriza mais? Lembre-se que o facto da casa ter um bom preço não é suficiente para agilizar a venda. Se o possível comprador encontrar muitos estragos, então rapidamente vai perceber que vai ter que gastar mais dinheiro para além da compra da casa. Por isso, aproveite o tempo livre que tem para fazer pequenos arranjos, trocar o que for necessário e experimentar diferentes opções de decoração que valorizem os cómodos.
Se decidir vender a casa sem ajuda profissional, não se esqueça também de estar sempre disponível e ser prestável. É importante que passe uma boa imagem para os interessados e que não coloque entraves nas visitas ou em qualquer questão que surja. Ou seja, seja um facilitador da venda.
_
Assista também: Fazer ou não fazer Contrato Promessa de Compra e Venda(CPCV) quando vai comprar ou vender um imóvel

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *