Seguro de Saúde – Perguntas e Respostas

Escrito por Cláudia Oliveira

03.08.21

}
6 min de leitura
Seguro de Saúde

Tem dúvidas sobre se deve ou não aderir a um Seguro de Saúde? Acha tudo muito complicado e não consegue tomar uma decisão? Então comece por esclarecer algumas das dúvidas mais comuns sobre Seguros de Saúde.

Para muitos portugueses, um seguro de saúde ainda levanta muitas dúvidas. Ainda são muitas as pessoas que não conseguem entender como funciona o pagamento, as coberturas ou até as exclusões, por exemplo. No meio desta confusão, a decisão acaba por ser adiada. Contudo, há também quem já tenha um seguro de saúde e continue a ter este tipo de dúvidas, o que pode levar a que não aproveitem o seguro da melhor forma. Num cenário mais negativo, podem até pensar que o seguro cobre todas as despesas de saúde, mas isso não acontecer. Por isso, é muito importante estar bem informado sobre onde “coloca” a sua saúde e também o seu dinheiro. Para ajudar, neste artigo apresentamos-lhe uma lista das principais dúvidas sobre seguros de saúde, devidamente esclarecidas pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundo de Pensões (ASF).

 

Seguro de Saúde – Perguntas e Respostas

1) Como funcionam as garantias?

As garantias podem funcionar através do reembolso das despesas realizadas com cuidados de saúde ao tomador do seguro, do pagamento direto aos prestadores dos serviços de saúde ou então da combinação das duas modalidades.

2) Qual a diferença entre um Seguro de Saúde e um Plano de Saúde?

Esta é uma das principais dúvidas para quem procura uma solução para ajudar a pagar as despesas de saúde. Um plano de saúde não é um contrato de seguro, mas sim um cartão que oferece alguns descontos. Já num seguro de saúde há um contrato entre a seguradora e o segurado, que permite o acesso a um maior número de prestadores de cuidados de saúde e de coberturas.

Consulte o nosso artigo “Seguro e Plano de Saúde – Qual é a diferença?” e descubra qual a melhor opção para o seu caso.

3) O que está normalmente excluído de um Seguro de Saúde?

De acordo com a ASF, normalmente um seguro de saúde não cobre:

  • Doenças profissionais e acidentes de trabalho;
  • Perturbações nervosas e doenças de foro psiquiátrico;
  • Check-up e exames gerais de saúde;
  • Perturbações originadas por abuso de álcool ou drogas;
  • Acidentes ou doenças resultantes da participação em competições desportivas;
  • Tratamento ou cirurgia para emagrecimento;
  • Fertilização ou qualquer método de fecundação artificial;
  • Transplante de órgãos ou medula;
  • Tratamento ou cirurgia estética, plástica ou reconstrutiva e suas consequências (salvo se for necessário devido a doença ou acidente cobertos pelo seguro);
  • Estadias em estabelecimentos psiquiátricos, termais, casas de repouso, lares de terceira idade, centros de desintoxicação de alcoólicos ou toxicodependentes.

Estas são as exclusões mais comuns num contrato de seguro de saúde. Contudo, isso não significa que não possam existir mais. Todas as exclusões estão presentes no contrato através de uma cláusula que clarifica o que o seguro não cobre. Por isso, o ideal será sempre ler com atenção o contrato antes de avançar.

_
Leia também: 6 Mitos sobre Seguros de Saúde

4) As doenças preexistentes estão cobertas?

Por “doença preexistente” entende-se a doença que já é conhecida da pessoa segura à data da realização do contrato. Ter uma doença preexistente não impossibilita a adesão ao seguro. Contudo, é frequente existir a exclusão dessas doenças do contrato. Em alternativa, o contrato também pode indicar um período de carência, não superior a um ano, para a cobertura de doenças preexistentes.

Importa referir que a celebração do contrato depende da declaração da pessoa segura sobre o seu estado de saúde. Ou seja, é necessário informar o segurador das doenças preexistentes. Caso isso não aconteça, o segurador pode anular o contrato.

O que é o período de carência?

Período entre o início do contrato de seguro e uma determinada data, no qual certas coberturas não se encontram ainda a produzir efeitos.

_

Leia também: 5 Dicas para Poupar Dinheiro na Saúde

5) O que fazer em caso de acidente ou doença?

Segundo a ASF, o tomador do seguro e a pessoa segura têm o dever de:

  • Informar o segurador sobre as circunstâncias e consequências do acidente ou doença;
  • Cumprir as indicações do médico assistente;
  • Sujeitar-se, se necessário, a ser examinado por um médico indicado pelo segurador;
  • Apresentar os comprovativos das despesas com os cuidados de saúde prescritos e necessários;
  • Sempre que possível, solicitar uma autorização prévia do segurador para internamento hospitalar.

_
Leia também: Tudo o que deve saber sobre Seguro de Saúde

6) Como são feitos os pagamentos?

Os pagamentos acontecem através de um sistema de reembolso ou de um sistema de pagamento direto aos prestadores de serviços que têm um acordo com o segurador (ou seja, rede convencionada de prestadores). Entenda a seguir como cada um funciona:

SISTEMA DE REEMBOLSO

Neste sistema as despesas são pagas pela pessoa segura aos prestadores com os quais o segurador não tem acordo celebrado e, seguidamente, comparticipadas pelo segurador.

Assim, neste caso, o contrato de seguro indica:

  • As percentagens de comparticipação (isto é, pagas pelo segurador);
  • O capital disponível para cada cobertura;;
  • O valor da franquia inicial para cada cobertura, se existir;
  • O prazo máximo para entrega do pedido de pagamento das despesas, contado a partir da data em que foram realizadas;
  • O prazo máximo para reembolsar a pessoa segura.

O que é o capital seguro?

Valor máximo que o segurador paga em caso de sinistro, mesmo que o prejuízo seja superior. Este valor é, normalmente, definido nas condições particulares da apólice.

O que é a franquia?

Parte do valor dos danos que fica a cargo do tomador do seguro ou segurado.

SISTEMA DE REDE CONVENCIONADA

Neste sistema, a pessoa segura, ao recorrer aos médicos ou hospitais que constam na lista, por exemplo, só paga a parte da despesa que não está coberta pelo seguro. Ou seja, a restante parte fica à responsabilidade do segurador, que é paga diretamente àqueles prestadores de serviços.

_

Leia também: 9 Vantagens de ter um Seguro de Saúde

Seguro de Saúde – Como encontrar o melhor para o seu caso!

A melhor forma para saber qual é o melhor seguro de saúde é através de uma simulação. Todas as pessoas são diferentes e todas as seguradoras têm ofertas diferentes. Assim, ao simular, consegue adaptar o seguro de saúde ao seu caso em particular.

O melhor seguro será sempre aquele que cobre as suas necessidades, e as da sua família, mas a um preço compatível com o seu orçamento familiar. Por isso, é importante comparar as diferentes opções antes de avançar. As simulações são gratuitas e pode fazê-lo através deste formulário. Depois, receberá então uma proposta com o seguro mais indicado para si e para a sua família, sem qualquer compromisso.

_
Leia também: 7 Dicas a ter em conta antes de escolher um Seguro de Saúde

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cartão Europeu de Seguro de Doença - Para que serve e como pedir? - Conselhos do Consultor - […] Leia também: Seguro de Saúde – Perguntas e Respostas […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *