Preço das Casas em 2021 (por município e tipologia)

Escrito por Cláudia Oliveira

05.08.21

}
3 min de leitura
Preço Casas

Quer comprar casa em 2021? Seja para residir ou investir, é importante conhecer a evolução dos preços, que naturalmente variam consoante a localização e a tipologia da casa.

Ao contrário do que era esperado por causa da pandemia COVID-19, o preço das casas não sofreu grandes alterações relativamente à evolução dos anos anteriores. Isso significa que, na grande maioria dos concelhos, não se verifica uma descida dos preços mas sim uma subida. Neste artigo apresentamos-lhe os principais dados segundo um estudo elaborado pelo Idealista.

PREÇOS POR MUNICÍPIO

De acordo com a análise do Idealista, Lisboa ocupa o primeiro lugar na lista dos municípios mais caros para comprar casa em Portugal. Em média os proprietários em Lisboa pedem 4.898 euros por metro quadrado. Logo a seguir encontra-se Cascais (3.691 euros/m2), Grândola (3.376 euros/m2), Loulé (3.026 euro/m2) e Porto (3.026 euros/m2). Estes são assim os 5 municípios onde comprar casa é mais caro. Na tabela seguinte encontra os restantes 20 municípios que completam o ranking dos 25 municípios onde o preço das casas é mais alto.

Ranking Idealista - Municípios mais caros para comprar casa

Fonte: idealista.pt

Para além desta lista, a análise também permitiu listar as “localidades mais exclusivas de cada distrito de Portugal”, tal como indica o Idealista. Assim, além dos distritos com municípios nas 25 primeiras posições, a lista completa-se com:

  1. Montemor-o-Novo em Évora (1.890 euros/m2)
  2. Coimbra (1.736 euros/m2)
  3. Esposende em Braga (1.564 euros/m2)
  4. Odemira em Beja (1.500 euros/m2)
  5. Viana do Castelo (1.238 euros/m2)
  6. Vila Real (1.165 euros/m2)

PREÇOS POR TIPOLOGIA

A evolução dos preços das casas também varia consoante a sua tipologia. Segundo o mesmo estudo, em Portugal “os apartamentos com três quartos (T3) foram os que registaram um maior aumento nos preços: subiram 9,6% no último ano”. Logo a seguir, ficam os apartamentos T4 com um aumento de 7,8% no último ano. Os apartamentos T2 foram aqueles que registaram uma evolução menos acentuada, sendo que o aumento foi de 6,6%.

Estes resultados são referentes à evolução anual dos preços das casas à venda em Portugal entre junho de 2020 e junho de 2021. Contudo, o estudo vai mais longe e detalha a evolução das diferentes tipologias por distrito, conforme pode consultar na tabela seguinte:

Ranking Idealista - Preço das casas por tipologia

Fonte: idealista.pt

No distrito do Porto, por exemplo, no período entre junho de 2020 e junho de 2021, não houve nenhuma descida de preços para as diferentes tipologias. Neste distrito, o maior aumento refere-se aos apartamentos T3, onde agora é 11,9% mais caro comprar. No distrito de Lisboa, o cenário é idêntico. Ou seja, não se verificaram descidas no preço das casas. Contudo, neste caso, o maior aumento foi nos apartamentos T1 com os preços a subirem 11,2%.

Pode encontrar todos os detalhes do estudo no portal do Idealista. Se por acaso não encontrou aqui o seu município, aconselhamos que utilize a ferramenta do Idealista que lhe permite aceder à evolução dos preços de venda ou arrendamento por distrito e município.

Por exemplo, para o município de Mafra, estes são os resultados:

Relatório de Preços Habitação do Idealista

Fonte: Idealista.pt

Se quiser aprofundar o tema, aconselhamos também que consulte o “Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação” do Instituto Nacional de Estatística (INE). Segundo o INE, em junho de 2021, a avaliação bancária subiu para 1.215 euros por metro quadrado.

_

Leia também: Casas Penhoradas – Como e onde comprar

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *