Como consultar os Intermediários de Crédito autorizados

Escrito por Cláudia Oliveira

26.08.21

}
6 min de leitura
Intermediários de Crédito Autorizados

A atividade de um intermediário de crédito é regulamentada e registada pelo Banco de Portugal. Saiba como consultar os intermediários de crédito autorizados.

Se está a pensar recorrer a um intermediário de crédito, então em primeiro lugar deve confirmar se essa entidade consta no registo do Banco de Portugal. Caso isso não se verifique, então não avance. As fraudes bancárias são uma realidade e é preciso ter alguns cuidados.

O que são os Intermediários de Crédito?

Um intermediário de crédito, tal como o nome indica, é um intermediário entre o cliente e a instituição financeira. Ou seja, um intermediário participa diretamente no processo de concessão de crédito e apoia o cliente durante todas as fases. Um intermediário de crédito é especialmente importante no Crédito à Habitação. Porquê? Porque a compra de casa com recurso a crédito pode ser um processo muito complicado e burocrático. Com a ajuda de um intermediário, não só vê esclarecidas as suas dúvidas, como ainda recebe recomendações sobre as decisões a tomar.

Importa referir que esta atividade é regulamentada e registada pelo Banco de Portugal. Ou seja, os intermediários, para desempenharem a sua atividade, precisam de obter autorização e registo junto do Banco de Portugal.

Mas vamos à prática. Afinal o que faz um intermediário de crédito?

  • Analisa o caso do cliente e avalia a sua viabilidade para contrair o crédito;
  • Propõe contratos de crédito: explica as diferentes opções e informa detalhadamente o cliente das condições de cada produto;
  • Presta assistência na preparação dos contratos de crédito (mesmo que não tenham sido propostos pelo intermediário);
  • Faz recomendações personalizadas sobre os contratos de crédito, ajudando o cliente a escolher a melhor opção;
  • Esclarece todas as dúvidas antes, durante e depois do contrato de crédito. 

Mas atenção: “o intermediário de crédito não está autorizado a conceder crédito, nem a intervir na comercialização de outros produtos ou serviços bancários, como, por exemplo, depósitos a prazo ou serviços de pagamento“, tal como avisa o Banco de Portugal.

Legislação

Pode consultar o Decreto-Lei n.º81-C/2017 para conhecer em detalhe o regime jurídico que define os requisitos de exercício de atividade de um intermediário de crédito.

 

Os Intermediários de Crédito são todos iguais?

Os intermediários de crédito são divididos pelo Banco de Portugal em 3 categorias diferentes:

  1. Intermediário de Crédito Vinculado: pode celebrar o contrato de vinculação com uma ou várias entidades financeiras ou bancárias se, no seu conjunto, estas entidades não representarem a maioria do mercado;
  2. Intermediário de Crédito a Título Acessório: fornece bens ou serviços e que, em nome e sob responsabilidade total e incondicional da entidade financeira ou bancária, atua como intermediário de crédito, tendo em vista a venda dos bens ou serviços por si oferecidos;
  3. Intermediário de Crédito Não Vinculado:  intermediários de crédito que podem atuar como tal mesmo sem ter qualquer contrato de vinculação com as instituições bancárias ou financeiras.

Os dois primeiros são remunerados pelas instituições financeiras ou bancária à qual estão vinculados (e não pelo cliente), enquanto o terceiro caso apenas pode ser remunerado pelo cliente. Os intermediários de crédito não podem exercer atividade em mais do que uma das categorias.

_

Leia também: As Vantagens da Intermediação de Crédito

Como consultar os Intermediários de Crédito autorizados?

Como já referimos, os intermediários de crédito devem estar registados no Banco de Portugal. Assim, para consultar os intermediários autorizados deve aceder a uma destas listas:

  1. Intermediários de Crédito
  2. Entidades que prestam Serviços de Intermediação de Crédito ou de Consultoria

Se já sabe o nome do intermediário com quem pretende colaborar, então preencha os campos de pesquisa com apenas alguns dados da entidade, como o nome por exemplo (não precisa de preencher todos os dados). Deixamos aqui um exemplo:

Intermediação de Crédito

Lista de Intermediários de Crédito autorizados do Banco de Portugal

Se o nome constar na lista, clique no resultado gerado e consulte todos os detalhes desse intermediário: categoria em que se insere (vinculado, a título acessório ou não vinculado), instituições com as quais está vinculado, tipos de créditos com os quais trabalha, entre outros. Caso não consiga obter resultados, confirme se inseriu os dados corretos. Se mesmo assim não tiver resultados, então tenha cuidado pois pode estar perante uma fraude.

Caso não tenha nenhum intermediário em concreto para pesquisar, pode fazer uma pesquisa livre. Indique a categoria de intermediação (não vinculado, título acessório, vinculado), os serviços que procura ou o tipo de contrato. Depois, pode consultar uma lista de intermediários autorizados que correspondem à sua pesquisa.

_

Leia também: 5 Dicas para preparar as suas Finanças Pessoais para o Crédito Habitação

Intermediários de Crédito – Escolha com cuidado!

Para além de verificar se o nome do intermediário consta na lista do Banco de Portugal, aconselhamos que fique atento às seguintes situações:

  • Falta de informação ou informação duvidosa: use os canais online a seu favor e faça pesquisas pelo Google e avalie o que vai aparecendo sobre a entidade. Confirme os dados de contacto, morada, etc. Pode também visitar o site do Portal da Queixa e verificar se existem reclamações dessa entidade;
  • Pedido de dados bancários nos primeiros contactos: não forneça qualquer dado sem ter a confirmação da credibilidade da entidade;
  • Cobrança pela avaliação da sua situação: a lei é clara e não permite qualquer cobrança durante o processo de avaliação;
  • Promessas de dinheiro rápido e fácil: duvide de qualquer comunicação que lhe prometa a aprovação imediata do crédito e dinheiro “na hora”. Lembre-se também que os intermediários de crédito não podem conceder empréstimos, mesmo que intervenham no processo.

Se foi vítima de algum crime ou tentativa do mesmo por parte de falsos intermediários de crédito, então comunique ao Banco de Portugal (encontra aqui os contactos) e apresente queixa às autoridades. 

Por fim, não deixe de assistir ao episódio dos 3 Consultores onde explicamos quais as vantagens e desvantagens de trabalhar com intermediários de crédito:

_

Leia também: Crédito à Habitação – A importância de ter um Intermediário de Crédito

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *