Mudar o Crédito Habitação para outro banco – Quais os cuidados a ter?

Escrito por Cláudia Oliveira

14.04.22

}
4 min de leitura
Mudar Crédito Habitação

Mudar o crédito habitação para outro banco com melhores condições é um direito dos clientes. Contudo, é preciso ter alguns cuidados nesse processo.

Contrair um crédito habitação num determinado banco não implica que mantenha o mesmo banco durante todo o prazo do contrato. É um direito do cliente procurar as melhores condições para o seu crédito habitação, seja fora ou dentro do banco. O crédito habitação é uma obrigação com um peso muito significativo no orçamento familiar que normalmente se prolonga por muitos anos. Durante esses anos, é normal que o mercado se vá alterando e isso se reflita nas condições oferecidas pelos bancos. Por isso, mudar o crédito habitação para outro banco pode ser uma solução para conseguir melhores condições. Contudo, é importante ter alguns cuidados nesse processo.

Mudar o Crédito Habitação para outro banco – Quais os cuidados a ter?

Quando decide mudar o crédito habitação para outro banco deve ter especial atenção a 3 fatores: custos envolvidos com a transferência, o prazo para avisar o banco e a escolha da melhor proposta de transferência.

Quais os custos da transferência?

Vamos imaginar que tem o crédito habitação no banco X e quer mudá-lo para o banco Y. Para conseguir isso vai ter que proceder ao reembolso antecipado do total do empréstimo no banco X. Nesta situação, e tal como explica o Banco de Portugal, o banco X pode exigir o pagamento de:

  • Comissão de reembolso antecipado, que não pode ser superior a 0,5% do capital que é reembolsado (no caso dos contratos com taxa de juro variável) ou a 2% do capital que é reembolsado (no caso dos contratos com taxa de juro fixa);
  • Despesas que tenha pago a conservatórias, cartórios notariais ou à administração fiscal por conta do cliente;
  • Juros devidos até à data do reembolso antecipado.

Para além disso, também pode ser necessário o pagamento de algumas despesas junto do banco Y, como a abertura do processo, por exemplo. Contudo, existem cada vez mais bancos que suportam parte ou a totalidade dos custos da transferência do crédito habitação com o objetivo de angariar mais clientes. 

Com que antecedência é necessário avisar o banco?

Quando decidir mudar o crédito habitação para outro banco deve avisar o banco atual com 10 dias de antecedência. Depois do pedido feito, o banco atual tem 10 dias úteis para enviar ao novo banco “todas as informações e elementos necessários para que este conceda o novo empréstimo, como o valor do capital em dívida e o período de tempo do contrato de empréstimo inicial já decorrido”, tal explica o Banco de Portugal.

A partir desse momento, inicia-se a transferência e será necessário apresentar vários documentos pessoais e do imóvel.

O que deve analisar para escolher a melhor proposta?

Quando contraiu o crédito habitação teve que analisar diferentes indicadores para escolher a melhor proposta. Para mudar o crédito habitação vai ter que repetir esse processo. Na prática está a escolher uma nova proposta de crédito habitação num novo banco. Por isso, deve ter “em cima da mesa” diferentes propostas.

Para analisar essas propostas e encontrar a melhor deve analisar:

  • Taxa Anual de Encargos Efetiva Global (TAEG) e Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC). Estes indicadores permitem-lhe saber todos os reais custos do crédito: juros, impostos e comissões
  • Aquisição de outros produtos e outros encargos bancários. É frequente os bancos sugerirem a aquisição de outros produtos financeiros, como é o caso dos cartões de crédito. Para além disso, ainda pode ter outras despesas como o processamento da mensalidade, por exemplo. Analise com cuidado todos os encargos bancários apresentados pelos bancos;
  • Condições do seguro de vida: na maioria dos casos, também compensa transferir o seguro de vida. Aliás, pode apenas transferir o seguro de vida se assim entender. Contudo, não olhe apenas para o valor a pagar e certifique-se que consegue a melhor cobertura. Entenda melhor como deve escolher o seguro de vida.

Toda a informação necessária para comparar as várias propostas está na Ficha de Informação Normalizada Europeia (FINE). Depois de analisar as propostas e fazer algumas contas, vai conseguir perceber quanto é que consegue poupar com a transferência.

O nosso último conselho é que peça ajuda para esta análise. Comparar diferentes propostas de diferentes bancos pode ser algo complexo. Para além disso, é sempre importante tentar negociar algumas condições. Por essa razão, ter ajuda de um profissional como um intermediário de crédito pode fazer toda a diferença.

Se precisar de ajuda, preencha este formulário.  A nossa rede de parceiros irá depois enviar-lhe uma proposta de transferência de crédito habitação, sem qualquer custo ou obrigação associada.

Tem dúvidas se a transferência do crédito pode compensar? Consulte o nosso artigo “Transferir o Crédito à Habitação: quanto é que se poupa?” e conheça um caso de uma família que pediu ajuda aos nossos parceiros neste processo.

_

Assista no canal de Youtube: Estratégia para renegociar ou transferir o crédito habitação!

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.