Subsídio de Natal – 5 dicas para aproveitar da melhor forma

Escrito por Cláudia Oliveira

22.12.22

}
4 min de leitura
Subsídio de Natal

Receber o subsídio de Natal pode ser uma oportunidade para ter algum alívio financeiro. Conheça algumas dicas sobre como aproveitar este extra da melhor forma.

O mês de dezembro é também sinal de subsídio de Natal. Este complemento ao ordenado é uma boa oportunidade para organizar as suas finanças pessoais e, quem sabe, um ponto de partida para começar a poupar e/ou investir. A finalidade que vai dar ao subsídio de Natal depende da sua situação financeira, mas o mais importante é não desperdiçar esse dinheiro.

Subsídio de Natal – 5 Dicas para aproveitar da melhor forma

As dicas que sugerimos a seguir são ideias do que poderá fazer com o subsídio de Natal. Na prática, o subsídio pode não ser suficiente para aplicar todas ideias. Por outro lado, se as suas finanças estão “saudáveis”, então algumas destas dicas deixam de fazer sentido. Por isso, o ideal é começar por analisar a sua situação financeira atual.

1) Organize o seu orçamento e defina prioridades

Antes de decidir o que vai fazer com o subsídio de Natal, precisa de ter o orçamento devidamente organizado. O orçamento familiar permite-lhe ter uma visão de todas as despesas atuais:

  • Despesas fixas: rendas, prestações de créditos, seguros, propinas, mensalidade do ginásio, subscrições, entre outras;
  • Despesas variáveis: bens alimentares, combustível, luz, água, roupa, entre outras.

Ao manter tudo organizado e anotado, consegue facilmente identificar se existe alguma despesa prioritária onde deve gastar o subsídio de natal.

Se ainda não tem um orçamento familiar, aconselhamos que consulte o artigo “Como fazer e gerir bem um Orçamento Familiar“.

2) Pague algumas dívidas

Se existem dívidas, o ideal é começar por aquelas que implicam taxas de juro mais elevadas, como por exemplo: crédito pessoal ou cartão de crédito.

Para outras dívidas mais elevadas, como é o caso do crédito habitação, o subsídio de Natal não é suficiente para terminar a dívida. Contudo, pode e deve ser aproveitar para poupar esse dinheiro para mais tarde amortizar. Lembre-se que, com as novas medidas de apoio do Governo, a comissão de amortização será suspensa em 2023. Pode ser uma boa oportunidade para amortizar.

Se tem algumas pequenas dívidas porque, por exemplo, comprou algum produto em prestações, então aproveite para pagar tudo. Assim entra no novo ano livre desses encargos.

_

Leia também: 11 Conselhos de poupança para quem ganha pouco

3) Crie ou reforce o Fundo de Emergência

O fundo de emergência nada mais é do que um montante que deve estar sempre disponível caso aconteça algum imprevisto. Não é possível adivinhar o dia de amanhã, por isso é importante ter uma almofada financeira.  A maioria dos especialistas em finanças pessoais recomenda guardar uma quantia equivalente a 6 a 12 meses do valor das despesas mensais. Ou seja, se as suas despesas mensais forem de 600 euros, então deve criar um fundo de emergência no valor de 3.600 a 7.200 euros.

Por isso, se já tem um fundo de emergência, pode aproveitar o subsídio para completá-lo. Se ainda não tem, então está na altura de começar. Saiba como criar um fundo de emergência e quanto deve poupar.

4) Poupe para concretizar algum objetivo

Se tem algum objetivo que gostaria de concretizar, o subsídio pode ser uma boa ajuda. O objetivo pode ser um curso, uma viagem ou até um tratamento médico ou estético. Não importa qual é o seu objetivo. Lembre-se que também trabalha para concretizar os seus sonhos e alcançar as suas metas de vida, por isso é mais do que merecido aproveitar o subsídio para essa finalidade.

_

Leia também: 8 Dicas Fundamentais para Poupar em 2022

5) Invista

Investir o subsídio de Natal é uma excelente forma de aproveitar esse dinheiro. Pode investir num Plano de Poupança Reforma, num simples plano de poupança ou qualquer outra forma de investimento. A sua decisão deve depender sempre do conhecimento que tem sobre investimentos e da sua aversão ao risco.

Procure informar-se das diferentes opções e peça conselhos. Atualmente encontra muita informação online sobre investimentos, incluindo cursos e grupos nas redes sociais.

_

Leia também: 11 Sugestões de livros para quem quer investir

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *