6 Perguntas e Respostas sobre Certificados de Aforro

Escrito por Cláudia Oliveira

07.07.22

}
4 min de leitura

Os certificados de aforro são um produto de poupança muito procurado por quem quer poupar sem correr grandes riscos. Entenda melhor como funcionam.

Os certificados de aforro são produtos de poupança que têm por base dívida pública. Na prática isto significa que, ao investir neste produto está a emprestar dinheiro ao Estado, mas depois o estado retribui em juros. Entenda melhor a seguir como tudo funciona através de 6 perguntas e respostas rápidas.

6 Perguntas e Respostas sobre Certificados de Aforro

1) Quanto é necessário investir?

É possível investir um mínimo de 100 euros e um máximo de 250.000 euros por cada conta aforro.

2) Como são calculados os juros?

Os juros são calculados de 3 em 3 meses e somados à poupança (capitalizações trimestrais). A taxa de juro é a soma da taxa base na data do início do trimestre com o prémio de permanência. Mas como é que calcula isso? Vamos usar a explicação dos CTT:

TAXA-BASE

A taxa-base é determinada mensalmente no antepenúltimo dia útil do mês para vigorar durante o mês seguinte, segundo a fórmula:

E3 + 1%

Nesta fórmula, E3 é a média dos valores da Euribor a três meses observados nos últimos dez dias úteis antes do cálculo. O resultado é arredondado à terceira casa decimal. Não pode ser superior a 3,5 % nem inferior a 0 %.

PRÉMIOS DE PERMANÊNCIA

O prémio de permanência é somado à taxa-base a partir do 2.º ano.

  • Do início do 2.º ano ao fim do 5.º ano, soma-se 0,5 % à taxa-base.
  • Do início do 6.º ano ao fim do 10.º ano, soma-se 1,0 % à taxa-base.

Os juros têm capitalização automática a cada 3 meses.

Assim, no final de cada trimestre, os juros são somados à sua poupança para que esta renda mais no trimestre seguinte.

3) É seguro?

Como explicámos anteriormente, os certificados de aforro são dívida pública com capital garantido. Ou seja, é o Estado que vai garantir que recebe a sua poupança e os juros a que tem direito. Assim, só deixaria de receber o capital investido e os juros em caso de falência do Estado.

4) É fácil levantar o dinheiro?

Sim, pode levantar a poupança ao fim dos primeiros 3 meses. O período mínimo de permanência são 3 meses e o período máximo são 10 anos. Por isso, passados os 3 meses pode levantar o dinheiro a qualquer momento e sem qualquer encargo associado. Caso decida esperar, irá receber a poupança com os juros a que tem direito 10 anos depois de subscrever os certificados de aforro série E, que é a série que está em vigor.

“Os resgates de Certificados de Aforro das séries A, B, C e D em numerário, apenas podem ser efetuados pelo titular da conta aforro, e até ao limite máximo de 3.000 € (três mil euros) por conta aforro e por dia”, tal como se pode ler no portal dos CTT.

Seja qual for a sua decisão, o dinheiro será sempre transferido para a conta bancária associada à conta aforro.

5) Onde subscrever?

A subscrição pode ser realizada através das lojas CTT. Depois, pode recorrer ao AforroNet para gerir a sua conta. Importa explicar que é apenas possível um titular por cada produto aforro.

6) Quais são os custos associados?

Os certificados de aforro não têm quaisquer encargos de subscrição, manutenção ou levantamento. No entanto, existem os custos fiscais. Ou seja, vai pagar IRS sobre os juros e os prémios de permanência. Contudo, existe retenção na fonte e por isso, antes dos juros serem somados à poupança, é retirado o valor do imposto e entregue às Finanças. Assim sendo, não tem de declarar no IRS o que ganha com os certificados.

Certificados de Aforro – Resumo das principais características

Ficou com dúvidas? Disponibilizamos a seguir uma tabela resumo dos CTT com as principais características que explicámos anteriormente:

Certificados de Aforro

Certificados de Aforro Série E (informação disponível em ctt.pt)

_

Leia também: Sabia que pode usar o PPR para pagar o Crédito Habitação?

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes

Comentar

Outros Conselhos do Consultor

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *